Luis Inácio Lula da Silva já deixou a alguns meses de ser o Senhor do Brasil, o todo poderoso em autoridade oficial. Depois de deixar suas marcas em um governo que definitivamente mudou o país do futebol, sem entrar no mérito da positividade ou negatividade das mudanças, Lula entregou o trono para a presidente Dilma Rousseff que agora busca, com seus pensamentos e visões também marcar pontos em um bom mandato. O ex-presidente saiu esse ano de um ritmo intenso e frenético de viagens, reuniões e projetos para uma vida quase como a de um cidadão comum. Digo quase porque as novas expectativas desse mais novo desempregado são um pouco mais, ou muito mais esperançosas de sucesso se comparada as de um trabalhador comum, coisa que ele deixou de ser a muito tempo.

Nas mãos a ausência do poder é como um recomeço, mas nada muito fora de uma rotina que o apresentava de forma representativa e celebre por onde quer que passasse. O reconhecimento por seu renomado talento em falar para grandes platéias fará Lula seguir o caminho dos palestrantes renomados espalhados pelo mundo. O ex-presidente se juntará a grandes nomes de motivadores de multidões brasileiros que fazem sucesso no exterior como Bernardinho, Pedro Malan, Mário Lobo Zagallo e Fernando Henrique Cardoso. Além dos brasileiros, a escalação de estrelas internacionais como Tony Blair, Bill Klington e Mikhail Gorbachev (ex-presidente da União Soviética).

Sua fala custeada em alguns mil reais por hora será para pessoas sedentas por informação de como obter sucesso na vida. Como ser um ótimo funcionário, conquistar vitórias sendo empresários, como administrar bem seu dinheiro para além do lucro poder gozar de lazer e prazer sem medo do futuro incerto. O que mais se procura hoje em dia é a segurança no futuro, pessoas buscam a todo o momento o conhecimento, a capacitação profissional, o companheirismo e a amizade para que o futuro não reserve surpresas, para que as dificuldades que venham a frente possam ser prevenidas ao invés de remediadas.

Toda essa confiança no futuro é depositada nos discursos de grandes vencedores desse mundo, assim como os citados acima. Lula não fará diferente, irá através de suas experiências de vida dar “esperança” aos que assim quiserem ter. As suas façanhas inspiram pessoas, mostram que com pouco é possível chegar no muito, mostram que com paciência, perseverança e amor em desenvolver as atividades os resultados são fantásticos, satisfatórios e animadores. Dele pretendem ouvir algo sobre seus negócios terem dado certo, sua luta e perseverança pela presidência da republica, afinal ele realmente chegou lá. Pretendem ouvir como sua família, aparentemente bem estruturada, chegou a esse resultado.

Discursos que nos apresentam essas mágicas formulas do sucesso são realizados pelo mundo a muito tempo. Mas cito todos esses nomes de grandes palestrantes para mencionar de uma palestra que o mundo não se recorda com facilidade. Um discurso memorável, diferente de todos os outros já realizados nesse mundo foi feito a muito tempo atrás. O dono do discurso começou a ensinar os truques dizendo: “bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mt 5:2,3)

Além dessa memorável frase, que nos alivia afirmando que sendo humildes herdaremos o reino dos céus, no restante de seu tão mágico discurso outras verdades foram ditas. Formulas de lidar com problemas através da perseverança, de lidar com os inimigos através da mansidão e o amor. Além de formulas para transbordar essas qualidades para o mundo nos comparando a luz nas trevas.  Mas o que me chama mais atenção e que contraria todos os discursos feitos até hoje diz: “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trás as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.”(Mt 6:34)

Pessoas sedentas por saber o futuro, perdendo seu sossego por coisas que ainda nem aconteceram, quando o mestre dos discursos já aconselhou a muito tempo para não se preocupar por antecedência com o dia de amanhã, pois para amanhã já temos as preocupações do próprio momento que virá.

“Um dia de cada vez nos pertence, e durante o mesmo cumpre-nos viver para Deus. Por esse dia devemos colocar na mão de Cristo, em solene serviço, todos os nossos desígnios e planos, depondo sobre Ele toda a nossa solicitude, pois tem cuidado de nós.”

O maior discurso de todos os tempos, o de Cristo, está a sua disposição. Não custa milhares de reais, é gratuito e infalível.  

Advertisements